Prefeita Sisi Blind integra a Diretoria da FECAM 2020/2021, no cargo de 1ª Secretária.

Publicado em 05/02/2020 às 09:58 - Atualizado em 05/02/2020 às 09:58

A Assembleia Ordinária da Federação Catarinense de Municípios (FECAM) de quinta-feira (30/1), em Florianópolis, celebrou a eleição e a posse da nova diretoria para o mandato janeiro 2020/janeiro 2021. Prefeitos, lideranças políticas, representantes de entidades participaram do ato no auditório da Federação das Associações Empresariais de SC (FACISC).

Indicado em uma chapa de consenso entre os prefeitos e prefeitas das Associações dos Municípios do Estado, o prefeito de Caçador Saulo Sperotto (PSDB) é o novo presidente da entidade. Ele substitui o atual mandatário, Joares Ponticelli (PP), prefeito de Tubarão. Assim, a FECAM mantém a tradição de revezamento de partidos no comando diretivo da entidade. Nos últimos anos, foi liderada por prefeitos do PSD, PMDB, PP e, agora, PSDB. Sperotto já presidiu a FECAM anteriormente, na gestão de 2010/11. Ao eleger uma chapa única, a FECAM demonstra mais uma vez unidade em prol do municipalismo catarinense.

Ponticelli agradeceu o respaldo dos gestores do municipalismo catarinense durante o mandato de 2019, reforçando que foi um período de grandes conquistas. “Entregamos o comando da nossa entidade em uma chapa de consenso que respeitou a tradição da Federação, a alguém que tem a estatura e o comprometimento para fazer ainda mais para o municipalismo catarinense”, disse Ponticelli referindo-se ao prefeito Saulo Sperotto que assume a nova gestão junto com outros 20 colegas prefeitos catarinenses. Mesmo ausente (em viagem particular) Sperotto enviou mensagem, agradecendo a confiança dos colegas prefeitos e reforçando o sentimento de ação municipalista. “É preciso que preservemos as instituições para que trabalhem em prol dos municípios, que hoje precisam de muito mais do que apenas recursos, precisam de gestão, de compreensão, de entendimento e de interlocução entre os poderes, e esse é o meu compromisso para a gestão de 2020”, afirmou. 

A nova diretoria contempla as 21 Associações dos Municípios do Estado e a proporcionalidade dos partidos. No mesmo dia da assembleia da FECAM, no período da manhã, também foram realizadas as eleições das outras entidades do sistema FECAM: Consórcio Interfederativo Santa Catarina - CINCATARINA (prefeita de Vargem, Milena Becher), CIGA (Prefeito de São Martinho, Robson Back), Agência Reguladora Intermunicipal de Saneamento - ARIS (prefeito de São Bento do Sul, Magno Bollmann) e Escola de Gestão Pública Municipal - EGEM (prefeito de Abdon Batista, Lucimar Salmória).

Ainda no ato de posse e eleição, o 1º vice-presidente eleito, o prefeito de Major Vieira, Orildo Antônio Severgnini (MDB), assumiu na condição de presidente interino até o dia 9 de fevereiro, quando retorna o empossado presidente Saulo Sperotto. “Nós ainda vamos colher os frutos do trabalho de grande importância do presidente Ponticelli e da diretoria que deixa a gestão. Vamos continuar as pautas que não puderam ser cumpridas e também implantar novas ideias de trabalho”, afirmou.

Além de prefeitos, a Assembleia da FECAM contou com a presença de vários membros do primeiro escalão do governo estadual, como o secretário da Casa Civil, Douglas Borba, representando o governador Carlos Moisés (PSL). Representantes do legislativo federal, como o senador Jorginho Mello (PR), os deputados Darci de Matos (PSD) e Carmem Zanotto (Cidadania); do legislativo estadual, como os deputados Marcos Vieira (PSDB), Paulinha (PDT) e Milton Hobus (PSD) também compareceram e reforçaram seu compromisso com as pautas municipalistas.

 

Prestação de contas

Durante a tarde, houve o encerramento do mandato da diretoria 2018/19 com a apresentação do relatório de atividades, prestação de contas da gestão e apresentação de relatório da auditoria independente contratada pela FECAM (VGA Auditores Independentes). O parecer final da auditoria atestou regularidade dos atos administrativos e financeiros e será disponibilizado aos prefeitos.  A FECAM integrou em suas rotinas a realização de auditorias independentes. Segundo o diretor executivo da FECAM, Rui Braun, a auditoria nas contas da Federação apresentou resultados práticos na melhoria de processos internos e adequação à regulação vigente, além de garantir mais transparência e segurança aos processos internos.

O Conselho Fiscal da Federação também emitiu recomendação de aprovação das contas do exercício, sem ressalvas.  Submetida a apreciação, a Assembleia ratificou o parecer do órgão fiscalizador por unanimidade, aprovando as contas 2019.

 

Homenagens

O ex-presidente da FECAM e consultor da Confederação Nacional de Municípios (CNM) Hugo Lembeck prestou uma emocionada homenagem representando o Sistema FECAM e Confederação a João Schwambach (MDB), prefeito de Imbuia, que foi assassinado no início de janeiro. “Ele foi um homem que se preparou para ser prefeito e era um pacificador, um diplomata. Fazia um ótimo trabalho e tinha 85% de aprovação em sua cidade. Um homem simples e muito querido por todos”, disse o amigo de décadas. Os presentes à Assembleia utilizavam faixas brancas nos braços e um minuto de silêncio foi realizado, com emocionante salva de palmas ao final.

Outra homenagem realizada ao fim do evento foi às mulheres catarinenses. Na condição de presidente da FECAM, Joares Ponticelli lançou o livro “Santa Catarina, Estado Feminino - Mulheres Catarinenses que são exemplos e enaltecem nossa terra com suas histórias de vida”.

A obra faz homenagem à guerreira Anita Garibaldi; à deputada Antonieta de Barros; à médica sanitarista Zilda Arns Neumann; a desembargadora Teresa Grisólia Tang; à miss Brasil e atriz Vera Fischer, à poeta Maura de Senna Pereira e Catarina de Alexandria – “todas pioneiras que elevaram o Estado de Santa Catarina para além dos seus limites e das fronteiras do Brasil”, como enaltece o prefácio da professora, membro da Academia Catarinense de Letras, Lélia Pereira Nunes. 

A obra comemora também os 40 anos da FECAM em 2020 e reconhece o papel da mulher no municipalismo, da mesma forma que levanta a bandeira sobre a questão da violência contra a mulher. Em sentido amplo de violência e exclusão, fala sobre a redução da participação da mulher na política e também a violência física por motivos diversos, cujos dados aumentam e preocupam cada vez mais em todo o país.

O livro de Ponticelli também levanta a bandeira sobre a questão da violência contra a mulher. Em sentido amplo de violência e exclusão, fala sobre a redução da participação da mulher na política e também cita dados sobre a violência física por motivos diversos, cada vez mais alarmante em todo o país.

“É uma homenagem à enorme contribuição da mulher catarinense na construção do nosso Estado. O livro também marca o compromisso da FECAM na luta pelo fim da violência contra a mulher. Tivemos recorde de feminicídios em Santa Catarina no ano passado e isso não pode ser uma estatística de um Estado como o nosso. Precisamos enfrentar esse problema de frente e essa luta deve ser feita nos municípios também”, declarou Ponticelli, ao lado das prefeitas e deputadas presentes na Assembleia.

 

Nova diretoria

Confira abaixo a nominata da nova diretoria da FECAM para o mandato de Janeiro 2020/janeiro 2021:

Conselho Executivo

O presidente é Saulo Sperotto, (prefeito de Caçador/AMARP/PSDB); o 1º vice-presidente será Orildo Antônio Severgnini, (prefeito de Major Vieira/AMPLANORTE/MDB); 2º vice-presidente Paulo Roberto Weiss (Rodeio/AMMVI/PT); 3ª vice-presidente Catia Tessmann Reichert (Alto Bela Vista/AMAUC/PSD).

A 1ª secretária é Sisi Blind (São Cristóvão do Sul/AMURC/PP), e o 2º secretário: João Carlos Gottardi (Corupá/AMVALI/PSD).

Conselho Fiscal
 
Os titulares são Celso Rogério Alves Ribeiro (Correia Pinto/AMURES/PP), Gian Francesco Voltolini (Nova Trento/GRANFPOLIS/PP), Hélio Roberto Cesa (Siderópolis/AMREC/MDB), Joel Longen (Petrolândia/AMAVI/PSD), Moisés Diersmann (Luzerna/AMMOC/PSL), Paulo Henrique Dalago Muller (Bombinhas/AMFRI/DEM) e Rafael Caleffi (São Lourenço do Oeste/AMNOROESTE/MDB).

Os suplentes são Ademil Antônio da Rosa (Brunópolis/AMPLASC/PSD), Clésio Bardini Debiasi (Treze de Maio/AMUREL/PP), Henrique Matos Maciel (Praia Grande/AMESC/PSD), Jairo Rivelino Ebeling (Cunha Porã/AMERIOS/MDB)
Lírio Dagort (Xaxim/AMAI/PSD), Luiz Clóvis Dal Piva (Guatambu/AMOSC/PSDB), Renato Paulata (Tunápolis/AMEOSC /PT) e Udo Döhler (Joinville/AMUNESC/MDB).